A Lenda de Tarzan

Lançamento: 23 de julho 2016 (1h50min)
Direção: David Yates
Nacionalidade: USA

Tarzan, filho de ingleses ricos que desembarcam em uma selva africana após um motim, foi criado por macacos na África, após a morte de seus pais. Seu verdadeiro nome é John Clayton III, Lorde Greystoke, já "Tarzan" foi o nome dado a ele pelos macacos e significa "Pele Branca" e por ter sobrevivido na selva desde sua infância, Tarzan mostra habilidades físicas superiores, podendo até se comunicar com os animais.


Depois de muitos anos desde que Tarzan interpretado por Alexander Skarsgård, deixou as selvas da África para viver em Londres como John Clayton III, Lorde Greystoke, junto de sua esposa, Jane Porter, interpretada por Margot Robbie. Recebe um convite para regressar ao Congo para servir como emissário do Parlamento, sem saber que na verdade ele é apenas um peão de uma ganância e vingança, armada pelo corrupto Capitão Rom.

Depois que Tarzan de aceitar o convite para retornar à África, Jane contente ao saber da novidade acaba convencendo John a levá-la junto, que a principio reage de forma negativa ao pedido de sua amada.

Com o plano armado, Capitão Rom, percebe então que a esposa de seu inimigo estava vindo junto, mesmo não tendo enviado um convite formal a ela também, o que dificulta os planos do Capitão, mas um plano para capturar Jane é armado e isso desperta o homem das selvas que estava escondido em John por muito tempo.

Eu acabei esperando tanto pelo filme, que no final ele acabou me decepcionando. Havia momentos em que as filmagens ficavam tão artificiais que dava até vontade de chorar de desgosto. Foi como estar revendo Amanhecer - Parte II, com aquele efeitos bizarros no rosto da filha de Isabella Swan. Todo o filme teve um orçamento de APENAS US$180 milhões, mas foi isso que deu pra fazer na cena, não é mesmo?

Infelizmente, esse Tarzan não consegue trazer algo real nas filmagens quando se trata de conversar com animais ou sair pulando de árvore em árvore sem parecer artificial. Você vê nitidamente onde os diretores decidiram colocar algum efeito, lógico que para se mostrar um animal enorme em comparação a um ser humano, no cinema, é preciso da ajuda de efeitos especiais, mas não foi algo bem feito.

Já Jane continua sendo a donzela em perigo que tem sempre que estar esperando por Tarzan para salva-la, mesmo que em apenas uma cena ela tenha conseguido nos surpreender mostrando que ela pode se salvar sozinha, até voltarmos a estaca zero e ela ser capturada novamente pelo Capitão.

Sendo por ter feito um ato heroico na cena ou não. Ela tem que voltar e esperar Tarzan para ficar salva. Apesar da atriz Margot Robbie, tentar trazer a personagem determinação e mostra-la mais forte, o papel dela fica na sombra do rei da selva, o papel de mulher indefesa é pra ela.

Você vai ao cinema e tem a sensação de ter voltado a infância e estar vendo o filme animado de Tarzan, a mesma história: um lord, branco, rei dos animais (que os entende perfeitamente bem) e incrivelmente forte que parece ser o único que pode salvar todo um povo de cultura africana.

NOTA:

🎬 🎬 🎬 

Share this: